30 de julho de 2013

UM POETA DO ESTILO... "FREAKISH-CHIC"

Nem sabemos bem por onde começar, queridos leitores. Este jovem rapaz, que dá pelo nome de "Sugador" (perdão?), deixa-nos em estado de completa perplexidade. Os 'posts' elaborados que nos oferece no blog "The Style Poet" são, digamos, matéria digna de um estudo psicológico, na vertente "comportamentos juvenis de risco". Pois não é que o maroto foi tirar fotografias para um rio, empoleirando-se perigosamente numas grades e pondo levianamente em risco a própria vida? Nós mostramos:


Bem! É que até ficámos com suores frios só de imaginar alguém tão na flor da idade a mergulhar para uma morte precoce, God forbid. E a máscara, seu Sugador amoroso, para que é? Ah, as fotos foram tiradas em Chernobyl? Podia ter dito logo! Aí já concordamos; faz o menino muito bem em tentar proteger-se, pois não queremos que lhe nasça nenhuma excrescência que estrague a sua bela fisionomia. Quanto ao outfit, que maravilha de originalidade! As calças rasgadas surgem combinadas - perigosamente também - com uma tee! Como conseguiu lembrar-se dessa? E, não contente com esta obra de arte fotográfica, o querido do poeta brindou-nos com várias. Mas nesta aqui detivemo-nos, com outro acesso de inquietação:


Credo! Os efeitos dos gaseamentos afinal fazem-se sentir mais cedo do que pensávamos! O pobre está com convulsões e espasmos dolorosos. Esperem... Não! Isto é outra coisa, ó Dolce e Bichana, seus ingénuos. Então não vêem que é uma performance, com laivos de lascívia em modo SMBD? Lá em Fornos de Algodres estas expressões artísticas mais underground da Big Apple e de Tóquio também chegam, que pensam? Mal refeitos do susto, eis que vemos o moço a trepar para um muro e pôr-se a fazer... humm, flexões?


Cuidado, sua jóia, que ainda malha daí abaixo! Olhe, pelo menos deu para ver os chinelos ultra-trendy que usou para a produção fotográfica. São do seu avô? Oh, que subversivo, usá-los com meias como os brits! E é tudo parte da performance! Que criatiiiiiiiivo! Ei, que é isto agora? Está a dançar em cima do muro? Ou será a tripar?


Está visto, Chernobyl não faz bem ao sistema nervoso central. Cuide-se, sweetie, para poder sugar da vida tudo o que ela tem para lhe dar! E é tanto, oh, mas tanto! Prevemos um futuro brilhante para este performer, este auto-denominado "poeta alucinado pela soberba ausência da paixão", um futuro, quiçá, nos catwalks de Milão, onde vai poder ter todas as paixões que quiser, seu malandreco.

Sempre vossos,
Dolce e Bichana 

10 comentários:

  1. LOOOOOOOOOOOL
    Aquelas flexões estão um bocado flácidas, não é por nada

    ResponderEliminar
  2. Dolce & Bichana são o máximo!

    ResponderEliminar
  3. Em Teus Olhos Seria Vida

    http://www.youtube.com/watch?v=8AOpl5_R62E

    https://www.facebook.com/EmTeusOlhosSeriaVida

    ResponderEliminar
  4. Este gajo precisava era de umas ripadas com o pau de marmeleiro do outro ;)

    ResponderEliminar
  5. Ó Dolce e Bichana, vocêzes andaram a abusar nas emissões de gás, pá!...Vejam lá se comem agora uns caldinhos de galinha que os efeitos da vossa dieta, de feijoada à transmontana, está já a exceder os limites do razoável...

    ResponderEliminar
  6. ahahahahahahahahah! O rapaz anda no pó!

    ResponderEliminar
  7. Sugador? Quem ele anda a sugar sei eu, são os desgraçados dos pais, que estão a trabalhar no duro enquanto ele se espavoneia todo para as fotos.

    ResponderEliminar
  8. AHAHAHAHAHAH.... muito bom!

    ResponderEliminar

Convidamos os nossos estimados leitores a exprimirem livremente as suas opiniões, nos limites porém da elegância e do decoro. Lembrem-se de que o insulto vil e raso está ao alcance de todos, mas a crítica espirituosa é prerrogativa apenas dos mais dotados de células cinzentas.

Reservamos também - e sobretudo - aos visados nestes 'posts' humorísticos (ou respetivas "personas" virtuais, pois que apenas essas são aqui objeto de sátira) o direito de resposta. Venham daí contra-farpas, que bem merecemos.

E brinquemos todos, saudavelmente, pois o riso dá longevidade, seus queridos!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana