30 de agosto de 2013

FOI DIFÍCIL, MAS CONSEGUIMOS...

... apanhar a Maria Guedes num fashion faux-pas. Aliás, não é raro ver miúdas com pinta no dia-a-dia espalharem-se quando se trata de vestir mais formalmente ou mais festivamente. Mas a uma Maria deste calibre exige-se mais, não acham, seus queridos? Tivemos de recuar a 2009, sim, mas eis que que vemos a Stylista com estes tesourinhos deprimentes:


Ao ver estas fotografias, o Tio Dolce ficou de imediato rubro de desconforto, com gotículas de suor a formar-se-lhe nas têmporas e um esgar de reprovação a afinar-lhe os lábios. E a Bichana, menos expressiva, ficou simplesmente sem vontade nenhuma, mas NENHUMA, de emular este celebrado ícone de estilo. Ok, sabemos que eram saldos. E ok, sabemos que por 24 euros não se pode exigir muito mais. Sabemos ainda que Mango e H&M exigem escolha criteriosa. Mas não pode ser, sabe, Mary Geddiz?... Get it?

Os nossos agradecimentos, sua querida, por nos ter deixado mais descansados, sabendo que até você, deusa do Olimpo, mete a patita na poça (muuuuuito de vez em quando, but still).

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

28 de agosto de 2013

O POST MAIS SUBLIME DO PLANETA

Descobrimo-lo! E ficámos tão exultantes que temos de o partilhar. Foi escrito pela fantástica, dinossáurica e sistematicamente inspirada Ana de Amesterdão! Parabéééééns!


Oiçam. Os Tios Dolce Bichana não são exatamente analfabetos. Sabem que há correntes literárias expressionistas que cultivam a repulsa como instrumento de análise do real e que exploram a náusea como método de interpelação. Também sabem que a monstruosidade como motivo estético existe desde a noite das letras e que esta tendência, digamos, puke-aspiring já vem desde as correntes modernistas da escrita, com o seu zelo de épater le bourgeois. O que não percebemos é o porquê de a Anita não explorar outras facetas escatológicas igualmente gráficas, coloridas e perfumadas neste post tão amorooooooso!
  • Fala do suorzinho da axila: check
  • Fala da transpiração do pezinho: check
  • Fala do halitozinho mal-cheiroso: check
  • Fala dos seus rubros fluidos feminis: check
...Mas deixa de lado essas duas nobres funções de desintoxicação do organismo, as célebres number one e number two? É de uma negligência grosseira!

Fica aqui a sugestão, sim, sua querida? E pode contar connosco para engrossarmos o seu filão de seguidores fiéis. Poderemos, com a sua ajuda, praticar a bulimia sem termos de meter os dedos na goela! Vivaaaaaaa! Muito agradecidos por esta perspetiva entusiasmante, sua doce.

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

26 de agosto de 2013

"PROFIÇÃO": MAQUILHADORA

Vejam só que coisa mais fantástica encontrámos: uma makeup artist que, apesar de desempregada, não deixou cair os braços e criou um blog sublime, onde mostra o seu talento para maquilhar a realidade e exibe todo o style que a caracteriza:



Oh, que charme! E que gira a fotografia, com a mãozinha a segurar o maroto do tacãozinho! Dianinha dear, oiça o que temos para lhe dizer: o que precisa de um bom makeup cover é o seu conhecimento da língua de Camões. E mesmo com uma boa operação de cosmética não temos a certeza se a rica conseguirá disfarçá-lo. Se não perceber do que falamos, ora veja este excerto, colhido ao acaso:



O que lhe vale é que os Tios Dolce e Bichana querem protegê-la de toda essa gente maldosa que anda pela Net, pronta a escarnecer de fofas como você. Por isso, Inês Mocho (seja lá você quem for), toca a ajudar esta amorosa! Sem €€€€€ ela não consegue pagar o curço de maquilhajem, pelo que urje que vossê a ajude, asseitando a inscrissão dela gratuitamente, ok, çua cerida

Aaaaaaah, que felizes nos sentimos por, à imagem de outros grandes blogs deste país, usarmos o nosso para fazermos campanhas de solidariedade e praticarmos o bem!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

23 de agosto de 2013

O DESABAFO DO NARCISO

Decidimos dar, nós também, uma alcunha ao Cláudio Ramos, esse grande querido que tem um blog de moda e que aparece na televisão. The Crotch Addict! Obrigado, obrigado, nós sabemos que somos brilhantes, mas na verdade foi muito fácil. É que são tantas, mas TANTAS, as fotografias que este jovem publica da sua zona pélvica que, por vezes, até nos assalta a ideia de que ele esteja a promover essa parte da sua anatomia para fins menos cristãos... Mas ná! Ele é pai de uma criança e muito macho!

Para além destes excelsos documentos gráficos, o blog "Eu, Cláudio" contém 24.367 fotografias do belo rosto estrábico deste amoroso, 32.089 dos pés e 56.152 do torso. E, é claro, 74.112 em que aparece ao espelho, a rir para si próprio e a exibir toda a sua coleção de dentes branqueados, tal é a alegria que o invade ao ver a sua imagem - um fenómeno, aliás, que deve vir listado em qualquer manual de psiquiatria: 



É caso para dizer: ¡vaya vanidad! Mas oiçam: que não vos passe pela cabeça que o Claaaaaudinho não sabe fazer mais nada na vida. Não! Ele também tem opiniões, sabiam? E não falamos de opiniões "cor-de-rosa", mas de bitaites sobre autênticas questões sociológicas, que aborda destemidamente em  desabafos literários imbuídos de um espírito gravemente ético:
" ... Está provado! A causa da morte do jovem actor Cory Monteih foi overdose. Merda, merda, merda! Custa-me tanto quando alguém continua a cair nas garras desta porcaria de vicio que é a droga. Porra, aos 31 anos já existe informação suficiente para não se cair nas garras do maldito vicio! Quem sou eu para fazer, em casos destes, juízos de valor, mas tenho perto a experiência de que a Droga não traz nada, absolutamente nada de bom."
A mistura de lugares-comuns, metáforas mortas e exemplares de vernáculo faz revolver o estômago do Tio Dolce, mas adiante. O que nos preocupa é a confissão do CAláudio em como "tem perto a experiência da Droga". Creeeeeeedo! Então o menino mete-se nessas coisas? A Bichana já estava quase a marcar o nº SOS DROGA quando lá conseguimos chegar ao fundo da algaraviada que o amoroso escreveu, em que surge o "disclaimer":
"(...) Cory Monteih é apenas - e infelizmente - mais um exemplo, não foi o primeiro não será certamente o último. Mas porra, a ignorância tem limites. E isto é uma morte triste e ignorante! Falo assim sem nunca ter sequer tocado em nenhum tipo de droga. Assumo-o sem ter medo que me chamem 'antigo, careta, foleiro, anti-social'."
Ó Clau-Clau, dear, confessamos que ficámos baralhados com a sua prosa, tendo de ir reler o pedaço acima em que se contradizia. Mas tudo está bem quando acaba bem, já dizia o Shakespeare! E olhe, nós também não temos medo que lhe chamem "antigo, careta e foleiro". O que queremos é que mantenha essas suas veiazinhas limpas e livres das "garras desse vííííííício" para poder continuar a brindar-nos com o seu bode em plena glória. Mais vale realmente ser addict de crotches, seu amoroso - desde que, it goes without saying, tome as devidas precauções!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

21 de agosto de 2013

COMO ESCREVER POESIA ERÓTICA


Ora bem, ora bem, ora bem. Acometidos por um acesso de masoquismo, eis que os Tios Dolce e Bichana foram fazer uma prospeção pelos blogs de poesia que pululam por essa Net. E, de entre as muitas pérolas encontradas, descobrimos uma auto-proclamada Pérola, que deu ao seu recanto o nome de "E era tudo muito bom." Era, perguntamos nós? E já não é? Ou "seria" (hipoteticamente), mas nunca "será" (realmente)? Bem, ignoremos esta ligeira ambiguidade verbal, pois já deu para perceber que a querida autora deste blog já está muuuuito avançada nos entas, escrevendo de memória ou sob influência de alucinações alzheimerianas.


Comecemos. O tema do poema é o desejo sexual, como se pode ver pelo título ("Cobiço-te") e pela imagem tão subtil que a Pérola amorosa escolheu para o ilustrar. Muito bem, que ousadia de tópico! Já estamos a ver que a senhora é uma grande marota, ai já já. É claro que não há assunto mais perigoso e difícil de abordar sem cair no ridículo, mas a Perolazinha não se apoquenta e lança-se na primeira estrofe:
Cobiço-te o ímpeto inesperado
de apetites gulosos.
Espere lá, espere lá, que começamos bem!... Então por que motivo é que o ímpeto dele é inesperado? O homem já não dava sinal de vida há muito tempo, era, sua querida? Ah, assim já percebemos melhor a sua imensa alegria por este acontecimento.
Cobiço-te as ondulações gemidas
do corpo firme que serpenteia.
Fazendo um duro esforço hermenêutico, lá conseguimos perceber que o corpo do amante que esta fofa arranjou ondula, geme e serpenteia. Credo, será Parkinson? Tenha cuidado, sua querida, que conhecemos muitos casos de AVCs e ataques cardíacos ocorridos durante o coito. Em matéria de cama, convém não arriscar e evitar os utentes frequentes do SNS.
Cobiço-te os beijos incontáveis
de boca sofrêga [sic] em humidade saborosa.
Ó rica, se é saborosa a sua humidade ou não cabe a ele decidir, não acha? (Os nossos estimados leitores que nos desculpem esta ligeira quebra no elevado nível da nossa prosa, mas a culpa é da Pérola, que nos provocou.)
Cobiço-te as ausências adivinhadas,
presentes orgásticos e sonhos desregradamente ousados.
Como diz?... "Ausências adivinhadas"? Então o homem ainda agora deu um ar da sua graça e já se vai ausentar? E os "presentes orgásticos" estão quase-quase, vai-que-não-vai, a transformar-se em "sonhos ousados"? Por outras palavras, a realidade está prestes a tornar-se ficção? Ora bolas! É caso para dizer que foi sol de pouca dura.
Cobiço-te o vulcão saciado
em erupção de prazer desmesurado.
"Vulcão saciado" - olha, uma metáfora! Parabéns (considering...)! Mas olhe que, na idade dele, um vulcão saciado leva o seu tempo a recuperar. E cheira-nos que o prazer dele foi tão, mas tão "desmesurado" que o homem foi tirar umas férias para a Martinica.

Contente com o belíssimo poema que lavrou, a Pérola decide terminá-lo com o seguinte verso singelo:
Cobiço-te . . . porque me apeteces !
Sabe o que se chama a isto? Redundância. Truismo. E anti-clímax, tout court. Então a querida alega que foi à Lua e voltou, colhendo todas as estrelas pelo caminho, e tudo o que lhe ocorre dizer no final é que ele lhe apetece? Olhe, a nós apetece-nos ir ali comer um gelado. E ir lá fora ver se chove.

Oiça uma coisa que lhe vamos dizer, sua amorosa poetisa wannabe: quem não tem unhas não toca viola. E quem mistura orgasmos, humidades, gemidos, prazeres, firmezas, suores e o diabo a quatro, tudo num único verso, está a pedi-las, não acha? O que nós lhe pedimos a si, sua jóia, é: give us a break. O firmamento dos poetas agradece.

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

19 de agosto de 2013

EYE, EYE [TRADUÇÃO: "AI, AI"], QUE JÁ FICÁMOS FÃS!

A querida Maria da Auto-Flagelação (MAF para os íntimos) tem um blog soberbo, com um título ainda mais maravilhoso: "Eye love fashion". O trocadilho tããããão inteligente que a jóia foi inventar encontra eco no subtítulo: "Why? Just because I love". A rica deve ter faltado às aulas do 5º ano em que ensinaram os verbos auxiliares, não foi? Pronto, pronto, não precisa de corar; nós percebemos.

Quase tão bom como o inglês desta amorosa é:

a) a elegância dos trajes que ostenta com um ar blasé, como é o caso deste Chanel genuíno com camélia e tudo:

b) a beleza do rosto mimoso, com aquele queixinho maroto:


e c) a finura das mãos, ornadas parcimoniosamente por pechisbeque da mais alta catadura:


Chegue-se aqui ao pé de nós, sua querida MAF, que os Tios Dolce e Bichana vão dar-lhe um conselho: mude de hobby, sua fofa. Já vimos que tem todas as qualidades necessárias para competir com a Olivia Palermo, mas sabe... a blogosfera não a merece! Dedique-se antes, sei lá, a fazer bolos. E depois convide-nos para os provar, sim, sua amorosa? Já vimos que conquistámos a sua imediata simpatia.

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

16 de agosto de 2013

UMA, DUAS, TRÊS...

Os nossos queridos leitores já devem ter percebido quão devotos somos da vida familiar. Para nós, as delícias domésticas e conjugais não têm comparação nem rival. Daí que gostemos tanto, mas tanto, de seguir as vidas de casais blogosféricos tããããão amorosos como o par Cacocóchichimãe. Trata-se de uma mommy-blogger com muita pinta e sucesso, que tem conseguido à custa do blog umas borlas jeitosas em hotéis mais "a sul" ou mais a norte, tanto fazendo. Olhem, uma amorosa, cheia de bom gosto e ideias fantásticas para vestir as miúúúúúdas!

A nossa profunda reflexão filosófica de hoje prende-se simplesmente com as sessões fotográficas que a grande querida da Aninhas faz sempre que engravida, nas quais a atitude do progenitor parece, na nossa humílima opinião, revelar bem mais do que o simpático casal gostaria: 

PRIMEIRA GRAVIDEZ.
Pai: Sim senhor, muito bem. Beija apaixonadamente o produto do seu fulgor masculino.

SEGUNDA GRAVIDEZ.
Pai: Já não está de joelhos, nem a beijar barriguinhas, nem com a atenção voltada para a sua parceira. O objeto da sua afeição passou naturalmente a ser o rebento já nascido, para quem olha embevecido. 

TERCEIRA GRAVIDEZ.
Pai: Já não está sequer a pé, ao lado da companheira (onde já vão os joelhos!), mas sentado de costas para ela. DE COSTAS, gente?... E o olhar, esse, dirige-se a um ponto incerto entre as crias, como se o milagre da reprodução tivesse deixado de o interessar! Nem um toque, nem o resquício de um beijo, nem uma atenção para com a sweet-heart?... 

OMG, tanto que a body language deixa transparecer! Os Tios Dolce e Bichana não escondem a aflição que os atinge - um misto de inquietação e bad vibes que abana as firmes convicções cristãs em que baseiam o sentido de família. No entanto, estão certos de que este amoroso casal vai conseguir ultrapassar esta natural erosão da sua libido e, daqui a 20 anos, ainda estarão juntos, já com 7 filhas, a mostrar ao mundo como é sólida a paixão que os une!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

14 de agosto de 2013

O PESADELO DO KEN

O que dizer desta formosura cujo blog de moda se intitula "I want to be Barbie"?


Nós respondemos: a distância entre o querer e o poder é imensa, sua fofa. 

Mas não desanime: pode não ter o rosto da Kate Moss, pode até fazer lembrar a filha do Aznar, mas vê-se que percebe montaaaaaaanhas de estilo e tem bom gosto para desperdiçar por onde quer que passe! Sobre o cenário tão chique que se vislumbra na foto de cima, com o galinheirozinho amoroso lá atrás, nada a acrescentar. O que queremos mesmo é divulgar os outfits tão "féshion" que esta querida amorosa consegue envergar:


Uma só palavra nos ocorre: BELO! A fantástica "bibienda" de granito minhoto vê-se, aliás, noutras produções fotográficas desta jóia, em que aparece a fazer bico de pato:


Atentem só na maravilha desta conjugação: o top romântico, as studded boots, o casaco militar, as leggings, oh as leggings!... Que elegantes lhe põem os membros inferiores! Que bem torneados! 

Está aqui a Bichana a dizer que quando for grande quer ser igualzinha a si, sua rica. E, para começar, já decidiu que vai fazer a sua dieta e comer exatamente o que a menina diz ingerir. Mas acalmem-se, que nós partilhamos o segredo: aqui fica um documento gráfico das delícias gastronómicas, indubitavelmente low-fat,  que o blog revela:


Com tais requintes de nouvelle cuisine, já percebemos o porquê da tez tão fina e da aparência tão etérea desta querida Barbie wannabe!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

12 de agosto de 2013

E O PRÉMIO "FLOP GENÉTICO" VAI PARA...

... a cutxi-cutxi da Maria! Braaaaaaavo!

Conhecida pelos tons vibrantes e cheios de vida dos seus talentosos projetos de decoração, os quais divulga num blog onde mostra ser não só "addicted to style" mas também fã incondicional da sua imagem ao espelho, a querida da Maria tem um tipo físico exótico - qual "princesa iraniana", como se auto-apelidou algures - entre o meridional, o mourisco e o indiano. Enfim, o "melting pot" tipicamente português que os nossos estimados leitores de certeza conhecem bem. O que a doce jovem ainda não conseguiu compreender é por que motivo, sendo ela alta e esbelta como poucas, perde o brilho quando a irmã Anocas - com uns 15 centímetros a menos e bem menos sofisticada no vestir - se aproxima. Que diabo, pergunta a amorosa da Mariazinha, para quem ficaram todos a olhar? 


Sua querida, oiça os Tios Dolce e Bichana, que andam cá há muito tempo e sabem do que falam: loira de olho azul em terra de mouro "num dá luta: vai ganhando logo logo meismo"! Mas que ADN traiçoeiro, não, sua jóia?

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

9 de agosto de 2013

MOMENTO "SPINE-CHILLING" DO DIA

Realmente, isto de surfar a blogosfera tem os seus riscos. Lá andávamos nós, distraidamente, à procura de bons exemplos do glam português, quando de repente quase íamos tendo uma síncope, ao darmos com este irmão do Rui Unas a tentar cometer um ato desesperado:


Chamado o INEM, depressa acorreram várias ambulâncias, com redes, megafones, sacos de soro e o diabo a quatro. Trouxeram até um psicólogo para demover o rapaz de tamanha loucura. E foi então que, a custo, lá foi dizendo o motivo da profunda depressão em que se encontrava. Pois não é que tinham gozado com as sandálias dele? Umas sandálias tããããão giras, parte da wish-list do amoroso fashion-victim já há vários meses? Isto faz-se?


Ó rico, então o menino não sabe que os tugas ainda andam a anos-luuuuuuuuuz da moda a sério? Isto por aqui é tudo uma cambada de parolos que nunca saíram da terrinha e nunca viram nada. Olhe, seu querido, não ligue. Mesmo! Você é o máximo, tem montanhas de estilo, muita pinta e tuuuuuudo lhe fica bem. Veja-se este look, por exemplo:


Fantástico! Tão cosmopolita! E favorece-o imenso na zona das tíbias e perónios. Pena é o darling estar sempre a fazer beicinho e com ar de quem está a precisar desesperadamente de Zoloft... Vá lá, anime-se, que os Tios Dolce e Bichana são seus fãs e acham que o blog "Doll House" ainda vai dar muito que falar (nem que seja por aqui).

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

7 de agosto de 2013

PORQUE O PAI QUER... RESORT TROPICAL BLISS

Um dos fenómenos da vida blogosférica de agora que mais entusiasmam os Tios Dolce e Bichana é o dos daddy blogs. Sinal da evolução dos tempos e da mudança de mentalidades, tais maravilhas revelam essa experiência única que é a da procriação do ponto de vista masculino. Oh, que adoráveis daddies estes que se multiplicam em afazeres, reflexões e cuidados, sempre com o fito incansável de velar pela sua prole! Aqui o Tio Dolce perde-se por eles, heterossexuais convictos que são, breeders dedicados e incorruptíveis, machos a toda a prova! E a Bichana, bem!, ronrona que é uma beleza só de olhar para eles - jovens, pujantes e cheios de espermatozóides ágeis e vigorosos!

Um caso exemplar é o de um profissional de saúde que, em virtude dos conhecimentos de pediatria que partilha no blog, arrebanhou já um bom magote de galinh-, perdão, de groupies fidelíssimas a quem ensina os segredos mais recônditos da puericultura aplicados aos seus próprios rebentos e aos "filhos dos outros". Ah, mas não pensem que se trata de um blog técnico ou maçador! Nãããããão! O Sr. Dr. faz questão de dar conselhos de várias outras naturezas: de marcas de roupa a charutos, de truques da vida doméstica a gadgets variados, de hotéis a acontecimentos de lazer. Uma das suas fantásticas rubricas dá pelo título de "Porque o pai quer".

Desta feita, foi o "Tropical Bliss" que atraiu as atenções do pater familias. Trata-se de um resort de múltiplas valências - com baby-sitting, restaurantes, acesso direto à praia, Net gratuita (detalhe muito importante, tratando-se de um ativíssimo blogger), spa, massagens e serviço de escort incluído. E tudo no mesmo espaço! É tão prático - um paraíso para TODA a família!


A acompanhar esta fotografia que nos enviou, o Sr. Dr. também quis que transcrevêssemos os "créditos" fashion:
XS: fralda Pingo Doce, calções Tuc-Tuc, sling Maria Café. Pai: polo Fred Perry, calções Nautical Wear. 
Que pai amoroooooooso, com tanta graça, a saber todos estes detalhes que habitualmente só as mulheres dominam! Ah, e ainda não mostrámos a imagem com o dress code do Resort Tropical Bliss: os calções de banho. Os do Sr. Dr. são da Giovanni Galli (uau!), mas o que interessa mostrar é a tatuagem nova que ele fez no próprio resort, que também dispõe de serviços desta natureza (um franchising do YellowDragonTattoo, um estúdio de "arte corporal" de Valongo):


Ó "Pai", você é uma pessoa interessantérrima, atrevido, desafiador, diríamos mesmo iconoclasta, que apesar dos jovens 30 e poucos anos tem o mundo inteiro na palma da mão e trata por tu todas as facetas da vida, inclusive a da malandrice! E dá uma pica tramada! Se coincidirmos consigo num jantar formal, vamos fazer tudo por nos sentarmos ao seu lado e discutir o serão inteiro as melhores pomadas para assaduras, as desvantagens dos alfinetes-de-ama e, claro!, as enfermeiras mais giras lá do hospital. Combinado?

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

5 de agosto de 2013

ENSINAMENTOS DE UMA BLOGGER GURU DE SELF-HELP

Queridos leitores, já devem ter percebido que aqui o Dolce e a Bichana estão sempre ávidos de aprender coisas novas, ansiosos por que nos expliquem tudo o que desconhecemos e nos apresentem respostas para as múltiplas interrogações que nos atormentam o espírito. Por isso gostamos TANTO de ler blogs de "self-help", cheiinhos de tretas pseudo-filosóficas a fugir para o espiritualista, fuzzy-zen, buda-loving e afins.

Pois bem, a adorável Alexandra é um dos nossos gurus. Apesar de o blog onde "ousa escrever" ser ainda pouco dotado de seguidores, a Xaninha é um portento de inteligência e sabedoria! E o talento literário? Bem! É que é preciso nascer com veia - e não é qualquer badameco que lhe chega aos calcanhares. Ora vejam um excerto colhido inteiramente ao acaso, no qual nos demos ao trabalho de, fãs acérrimos que somos, sublinhar a cores diferentes várias passagens magníficas:


A AMARELO: 
  • "Não tenho por intenção criticar ou julgar seja quem for" - Muito bem, Xaninha, nós subscrevemos emocionadamente! Também detestamos quem critica e achamos que só podem ser pessoas frustradas e sem nada melhor para fazer, livra!
  • "...até porque nessas duas palavras sou doutorada..." - Hummm, Xaninha, dear? Enganou-se, foi, quiduxa? Se é doutorada é porque percebe do assunto, é entendida nele - perita, vá, em fazer determinada coisa. Ah, naughty-naughty, que pela boca morre o peixe...
A VERDE:
  • "...orgulho-me de nunca ter usado as 'cuecas' de alguém..." - Credo, Xaninha! Era o que faltava! Olha agora usar as cuecas das outras pessoas! Cuidado, que anda por aí muita candidíase e esquentamento e DST de todo o género e feitio. Não se meta nisso! Cuequinhas, olhe lá bem, só as suas. E mudadas todos os dias, sim?
A AZUL:
  • "Talvez seja por isso que ao longo de todos estes anos (...) continue a perturbar aqueles que (...) fazem questão de seguir o igual" - APOIADO! Nós também não gostamos de seguir o igual, só o diferente, o divergente, o ímpar - enfim, o anormal! Por isso a seguimos a si, sua jóia.
A ENCARNADO:
  • "Debato-me constantemente para que quem me rodeia não caia no erro de ser o alvo constante de brincadeiras e comentários" - Que não caia no erro? Oh, coitados! Se são gozados a culpa não é deles, ó Xoninha, perdão, Xaninha! Mas olhe, nós também a-bo-mi-na-mos quem anda sempre para aí a fazer brincadeiras e comentários a respeito dos outros. Aqui para nós, só podem ser uns losers. Vão trabalhar, malandros!
A AZUL-CÉU:
  • "...porque a brincar a brincar o macaco fez sexo anal com a mãe" - COMO??? Será que lemos bem? Ora vamos lá a tentar de novo... Brrrrr! [Tivemos um arrepio na "caluna"] A Xanucas desculpe lá, mas não acreditamos que tenha escrito isto. Veja lá melhor essas palavras tão bonitas que escreve. É que pode fazer mal ao coração dos seus seguidores provocando-lhes um paroxismo estético!
A LILÁS:
  • "Lanço a questão: de que nos servem palavras bonitas..." - EXATAMENTE! Oh, sua amorosa, tira-nos as palavras da boca...
A ROSA:
  • "Creio que muitos e muitas ainda não entenderam que todos os dias têm sobre eles olhos que observam e tentam reter os melhores exemplos..." - É mesmo isso, Xanunfas! Há muito boa gente por aí que não sabe que há olhitos que estão a vê-las, observando-as em silêncio, dissecando as suas anatomias virtuais, quais predadores frios e sem coração. E fazem-no tendo em mira "os melhores exemplos", sim, sua fofa. Falta é saber de quê!...

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

3 de agosto de 2013

FRANJINHAS, A IT-GIRL PROLETÁRIA

Oh, que saudades do Carrossel Mágico! É que aqui o Dolce e a Bichana ainda são do tempo em que passavam na TV esta série amoroooooooosa para os mais pequenos. Pois olhem, qual não foi a nossa surpresa quando descobrimos, out of the blue, esta sósia do cão Franjinhas: 


Sua querida, a menina é um encanto, especialmente porque ouve o "whisper of photography" em cada esquina e, qual artista da espontaneidade, saca da máquina e... clic! Mesmo que o sítio seja a marquise lá de casa, com as calças do irmão e as do pai a secar em cima da sua cabeça, um escadote de alumínio e um chapéu-de-chuva florido a servir de toldo improvisado, a fofi da Andreia arranca umas poses de pôr qualquer humano (e não só ela, a marota!) de língua de fora:


Que maravilha! A humidade nas paredes, o desalinho do quotidiano, o cheirinho a classe operária, oh! Tudo tão forte, tão crude! É como se fosse um murro de realidade em cheio no estômago, é isso! E os trapinhos? Urban street-wear do mais puro, com uma inegável nota sexy: o animal print, os piercings, as justezas, as tatuagens, a barriguita ao léu. Uma fogosa, é o que a menina é! E sabe mostrar o ombro com uma expressão convidativa, que julgam?  Just check it:


Bem, o ombro e qualquer coisa mais...


Que ângulo tão requintado, sua fofa! Que distinção, que classe! A Andreiazinha está no ramo certo, dear, e temos a certeza de que virá a ser uma brilhante modelo fotográfico com carreira internacional. DIRETAMENTE DO RIO SADO PARA O MUNDO! Conte-nos quando a chamarem de Milão ou NY, pode ser? Queremos estar na front row a fazer a reportagem.

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

1 de agosto de 2013

DUAS MOMMY-BLOGGERS ENTREVISTAM UMA MOM-TO-BE

Não há nada mais fofo na blogosfera do que os baby-blogs - tão informativos, tão pedagógicos, tão úteis para uma futura mãe! O Tio Dolce nem percebe como é que a mãe - uma mamma italiana de entre-as-guerras - foi capaz de fazer dele o homenzarrão que é hoje.  Oh, com muito desvelo e intuição, sem dúvida, mas se fosse agora!... Agora as mães têm a tarefa muuuuuuuito facilitada. As mommy-bloggers tudo sabem e tudo ensinam, em espaços tão amorosos, tão auto-centrados, tão chauvinistas! Ser mãe é que é! Quem não é mãe não é nada! Quem não é mãe não presta! Yeaaaaah! 

Bem, neste espírito são e cheio de didatismo construtivo, as mommy-bloggers às vezes organizam-se e reúnem-se. São momentos de pura confraternização, tão jovial e divertida, em que comparam as barrigas, exibem as estrias das gravidezes presentes e passadas e discutem todos os detalhes relativos ao iminente acouchement. Numa destas reuniões, fomos encontrar duas conhecidas mommy-bloggers portuguesas, ambas calejadas no que toca a fazer render a blogosfera, e uma futura mamã muito ansiosa por aprender tudo o que a ajude a superar esta fase crucial da sua vida.




O Dolce e a Bichana foram autorizados, depois de revistados à entrada a ver se possuíam folhetos anti-amamentação, a gravar a entrevista.

Maravilhada: De quanto tempo está?
Mommy-to-be: Não faço ideia, mas ando mais gorda.
Enfarinhada: Foi um bebé muito desejado?
Mommy-to-be: O macho alfa é que tem muito desejo - por todas nós, as fêmeas da colónia. Ainda ontem, estávamos tod-
Maravilhada: [Mudando rapidamente de assunto] Tenciona amamentar o seu bebé?
Mommy-to-be: Grunf! Que remédio. O mais velho já tem quatro anos e ainda mama.
Enfarinhada: Que maravilha, que mãe fantáááástica! O seu marido vai assistir ao parto?
Mommy-to-be: O King Kong está em Hollywood a fazer a sequela nº 58.
Maravilhada: Que cuidados está a ter com a gravidez?
Mommy-to-be: As minhas cunhadas têm-me catado as carraças e os piolhos, que ando com muitos.
Enfarinhada: Perdão?! Oh, que divertida! Já decidiu como vai chamar ao seu bebé?
Mommy-to-be: [Abanando a cabeça] Os nomes são com a Dian Fossey.
Maravilhada: E já o pré-inscreveu numa creche de qualidade?
Mommy-to-be: Disseram-me que no Zoo de Lisboa ainda há vagas.
Enfarinhada: Ohhhhh, faz muito bem, uma ótima escolha. Vamos lá uma vez por mês ao domingo com os pequenos e eles adoram aquilo. E Lisboa é sempre um lugar fantástico para criar crianças - é tão baby-friendly!
Mommy-to-be: Ou aqui ou no Quénia. Estão ao mesmo nível. Ainda vamos ver.
Maravilhada: Vai fazer recuperação pós-parto num centro especializado?
Mommy-to-be: Nós é mais lianas.
Enfarinhada: Oh, esse método não conhecemos. Havemos de experimentar!
Mommy-to-be: Grrrunf.
Maravilhada: Promete que nos envia uma fotografia do seu bebé fofinho quando ele nascer?
Mommy-to-be: Temos a Net avariada, mas vou ver se consigo mandar do posto do Parque Natural.
Maravilhada e Enfarinhada [Em uníssono]: Obrigada e muitas felicidaaaaaaades!

Uns meses depois, a promessa foi cumprida:

(Tenho que tratar destas nails ainda hoje.)
E, de imediato, as redes sociais foram inundadas de mensagens de felicitações:
- Que liiiiiiiiindo!
- É a cara da mãe!
- Tããããão fofo!
- Que narizinho tão delicado!
- Tão carequinha! Parece um Nenuco!
- Que pestanudo!
- Tão clariiiinho!
- É um príncipe!...

Sempre vossos,
Dolce e Bichana