2 de setembro de 2013

O BLOG MAIS MISÓGINO DO UNIVERSO

"Schnoof" é o pseudónimo de um blogger amoroso, ultra-educado, culto e cordato, de bem com o mundo e com a vida. O cabeçalho do blog homónimo, um espaço requintado e sereno, deixa no entanto antever um travozinho de malícia, quiçá de perversidade, através da figura do Stewie de "Family Guy", o bebé falante mais célebre da TV da atualidade e um dos seus maiores vilões:




Apesar da malandrice dos glúteos do Stewie em exposição, o header está bem-conseguido em termos gráficos, não o neguemos. No entanto, eis que o sub-título deita tudo a perder: "Toda a informação que precisa para viver"? Não, seu rico, "...de que precisa". Capisce? Aos olhos do Tio Dolce, um purista das línguas latinas, o autor do blog ficou logo enterrado. Mas a Bichana insistiu que dessem o benefício da dúvida e lá se detiveram por ali um pouco mais. 

Pois bem, depressa descobrimos que o queridérrimo do Schnoof é um admirador confesso do sexo oposto - mais, um adorador! A figura materna, para começar, é para ele sagrada. Ora vejam o breve relato auto-biográfico em que nos conta candidamente o momento em que saiu do armário [atenção, queridos leitores, que o que se segue pode ferir sensibilidades mais apuradas]:

  
Bem, o que é o "De víbora na mão" de Hervé Bazin face a este singular fragmento literário? Ou, então, aquele filme arrepiante de Lynne Ramsay, "We need to talk about Kevin"?... Filhos como estes vêm uma vez num milhão. Uma preciosidade! 

Dando de novo o benefício da dúvida, o Dolce e a Bichana pensaram então que o pobre do Schnoof teria sido maltratado em pequeno, que a mãe o teria açoitado, ou posto a dormir num quarto escuro, ou outros horrores piores. Logo, ocorreu-lhes que estes sentimentos algo heterodoxos face à progenitora não encontrariam paralelo no que toca a outros exemplares do sexo feminino. Sim, sim, you wish! Ainda o Tio Dolce - ele próprio um homem com uma admiração assumida (ainda que sublimada) pelo elemento masculino - não se tinha refeito destes insultos que o ingrato filho dirigira à mamma, quando deu de caras com esta outra maravilha [mais uma vez advertimos que a leitura pode chocar]:


Isto é uma jóia verbal que nos deixa em autêntico êxtase. "Os Homens que Odeiam as Mulheres" em versão gay, yeeeeeah! Mas oiça lá, ó Schnoof, o seu blog é MESMO um hate blog contra o sexo feminino, é? O que é que as mulheres lhe fizeram, afinal? Riam-se de si quando lhes mostrava a pilinha pela primeira vez? Ou nunca o deixaram sequer mostrar-lhes a dita? Ou deixavam uma vez e desapareciam para sempre? Humm, talvez tenha tentado consumar com elas e nunca conseguiu hastear a bandeira... Agora acertámos, não foi, sua jóia? Ou será que, simplesmente, o menino tinha uma irmã que lhe chamava estúpido? E lhe batia? Ou, ainda, será que foi uma mulher que lhe roubou o homem dos seus sonhos?...

Olhe, por favor ajude-nos porque não conseguimos perceber. É que você pode ser gay à vontade, à vontadinha mesmo, seu querido. Ninguém se rala, sabe? Mas por que diabo é que tem de estraçalhar as mulheres pelo caminho? Seu amoroso, a sério: entretenha-se com os boys e deixe as girls em paz. Elas agradecem - e o Tio Dolce também, by the way, pois abomiiiiiiiiina gente malcriada. Ah, e abomina ainda mais quem acha que fazer humor é dizer palavrões. Grow up, will you?

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

22 comentários:

  1. Dizer que é um nojo é dizer pouco. A criatura que escreve estas alarvidades devia ser internado compulsivamente, pois mostra que tem sérios problemas de agressividade por tratar.

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia, mas gostei de tomar conhecimento. É sempre conveniente saber por onde andamos. A gente precata-se e evita pisar a trampa.
    Contudo, reconheço que a soberba homenagem elogiosa à mãe,( ele diz que não mas está-se mesmo a ver que a modéstia lhe condiciona a vaidade,) é uma obra-prima de prosa lírica só ao alcance de um muito restrito número de privilegiados, sobretudo quando o escritor sabe imprimir o seu cunho pessoal ao descritivo.
    Que é como quem diz; não é para quem quer mas sim para quem pode.
    Quando pensava ter atingindo os pináculos da admiração, constatei, após os elucidativos comentários apreciativos pela feminilidade existente, que afinal ainda só andava pelo sopé da montanha.
    (A jeito de corolário) Toma e vai almoçar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acresce-se a delicadeza de expressão narrativa que é um hino de louvor à irresistibilidade feminina, que depois de lida e compreendida, relega as mulheres para; primeiro ao ostracismo e depois para a extinção imediata, por qualquer pária ainda que só tome banho uma vez por mês
      A essência feminina apresentada por este energúmeno, nada mais é do que um execrável dejecto escatológico que se movimenta entre sangue pútrido e se afoga em matéria fecal.
      Mas pronto! ele diz que é fino humor, e a acreditar nas seguidoras que o aprovam, em calhando até é capaz de ter a sua razão. Para as referidas seguidoras, como é óbvio.

      Eliminar
    2. Vocês os dois Corvo e o Zorro, já estão bem referenciados pela justiça.
      Aguardem as intimações e depois quero ver vocês a rir.

      Eliminar
    3. Oh não, lá vem este palhaço outra vez! (E é brasileiro, ainda por cima! - "ver vocês" rsrsrsrs)

      Ó tios Dolce e Bichana, não seria melhor barrarem a entrada de cretinos neste blog?

      Eliminar
    4. Não se preocupe, simpática Ana João. Quanto ao D. Diego não sei o que fará, mas quanto a mim já tomei as minhas providências. Vou falar com o Miguel S Tavares e saio ilibado num ápice. Nada que espante o mundo, usufruindo eu de uma defesa que, com a maior à vontade, agracia o PR de Palhaço e sai, ele mesmo, declaradamente inocente e altamente prestigiado.

      Eliminar
    5. Pois vou seguir-lhe o exemplo, caro Corvo. Confesso que a minha primeira intenção era emigrar para fugir à responsabilidade, mas depois de o ouvir vou seguir o seu sábio exemplo e também vou contratar o MST, e reforço com a Fátima Felgueiras, que essa não só sabe insultar como sair afiambrando-se ao saco.

      Eliminar
    6. Grazie a tutti voi per la vostra pazienza.
      Abbiamo voglia di bloccare l'ingresso a questi fantocci, ma la libertà di espressione vale per tutti...

      Eliminar
  3. É um Blog escumalha de um Porco Sujo, é o que é!
    Eu nunca vi tanta escatologia num blog, escrito de a tresandar porcaria mas que parece que é muito do agrado das Rosinhas.

    ResponderEliminar
  4. Só uma palavra para o descrever. NOJENTO que estou farta de vomitar.
    PORCO MAL CHEIROSO.

    ResponderEliminar
  5. "Riam-se de si quando lhes mostrava a pilinha pela primeira vez?"... AHAHAHAHAHAH! Só pode ter sido isso! O gajo tem-na pequena. Só com uma lupa, ahahah

    ResponderEliminar
  6. Acho que me lembro deste tipo ser finalista do Aventar na categoria de blogs humorísticos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se isto é humor vou ali vomitar..

      Eliminar
  7. Simplesmente ODIOSOSO E NOJENTO! PORCO!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ODIOSO! MIL VEZES ODIOSO! PORCO SUJO!!!

      Eliminar
  8. Ler o post, e o conteúdo do blogue, fez-me lembrar um episódio ocorrido no Colégio com um rapaz, o Vítor.
    Muito totó, muito pouco polido (estou a ser simpático).
    A jogar futebol, com o Prefeito a vigiar-nos, o Irmão Acúrcio, o Vítor solta um valente @#%^lho!!
    E o Irmão Acúrcio adverte-o.
    Ao que ele responde imediatamente:
    @#%-se, @#$lho, Irmão! Nunca na #$%erda da vida disse uma $%uta de uma asneira e agora o Irmão @#^de-me os @#$ornos só por causa de uma @#%lhada??!!
    @#$da-se!!
    Épico!!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)))))))))))
      Nonostante tutto, Vitor sembra meno vile che l'incomparabile Schnoof...

      Eliminar
  9. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar

Convidamos os nossos estimados leitores a exprimirem livremente as suas opiniões, nos limites porém da elegância e do decoro. Lembrem-se de que o insulto vil e raso está ao alcance de todos, mas a crítica espirituosa é prerrogativa apenas dos mais dotados de células cinzentas.

Reservamos também - e sobretudo - aos visados nestes 'posts' humorísticos (ou respetivas "personas" virtuais, pois que apenas essas são aqui objeto de sátira) o direito de resposta. Venham daí contra-farpas, que bem merecemos.

E brinquemos todos, saudavelmente, pois o riso dá longevidade, seus queridos!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana