3 de agosto de 2013

FRANJINHAS, A IT-GIRL PROLETÁRIA

Oh, que saudades do Carrossel Mágico! É que aqui o Dolce e a Bichana ainda são do tempo em que passavam na TV esta série amoroooooooosa para os mais pequenos. Pois olhem, qual não foi a nossa surpresa quando descobrimos, out of the blue, esta sósia do cão Franjinhas: 


Sua querida, a menina é um encanto, especialmente porque ouve o "whisper of photography" em cada esquina e, qual artista da espontaneidade, saca da máquina e... clic! Mesmo que o sítio seja a marquise lá de casa, com as calças do irmão e as do pai a secar em cima da sua cabeça, um escadote de alumínio e um chapéu-de-chuva florido a servir de toldo improvisado, a fofi da Andreia arranca umas poses de pôr qualquer humano (e não só ela, a marota!) de língua de fora:


Que maravilha! A humidade nas paredes, o desalinho do quotidiano, o cheirinho a classe operária, oh! Tudo tão forte, tão crude! É como se fosse um murro de realidade em cheio no estômago, é isso! E os trapinhos? Urban street-wear do mais puro, com uma inegável nota sexy: o animal print, os piercings, as justezas, as tatuagens, a barriguita ao léu. Uma fogosa, é o que a menina é! E sabe mostrar o ombro com uma expressão convidativa, que julgam?  Just check it:


Bem, o ombro e qualquer coisa mais...


Que ângulo tão requintado, sua fofa! Que distinção, que classe! A Andreiazinha está no ramo certo, dear, e temos a certeza de que virá a ser uma brilhante modelo fotográfico com carreira internacional. DIRETAMENTE DO RIO SADO PARA O MUNDO! Conte-nos quando a chamarem de Milão ou NY, pode ser? Queremos estar na front row a fazer a reportagem.

Sempre vossos,
Dolce e Bichana

13 comentários:

  1. Estas miúdas expõem-se demasiado, realmente. Publicam fotografias deste teor, e piores, e depois admiram-se.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E qual é o problema da rapariga mostrar os glúteos? É porque sabe que os tem bons.

      Eliminar
    2. O problema é que a net não é um lugar seguro, como todos sabemos. Elas arriscam-se a ser abusadas, ou simplesmente gozadas como aqui.

      Eliminar
    3. AHAH Eu é que sei se me exponho ou não ok? Estava de bikini qual é o problema? Porque não vem para aqui criticar as que andam com a paxaxa a mostra? céus!
      Arranjam maneira de criticar tudo!

      Eliminar
  2. É tão vulgar, e de carinha....hummm! Nada gira, de corpo ainda se safa!

    ResponderEliminar
  3. Pois eu acho que ela é boa. Vesga, mas boa.

    ResponderEliminar
  4. O Franjinhas é mil vezes mais giro que ela! :)))))

    ResponderEliminar
  5. Esta gaija é mesmo chéchi carago!! :)))

    ResponderEliminar
  6. Parece a filha da tua vizinha Amélia. A proletária onde tu ias de saquinha na mão pedir um naco de pão. Depois o padrinho Elophério, que a tua mãe te arranjou na capital, é que te safou. Mas, como todo o emergente complexado (que os há também sem complexos. E esses sim, podem dar lições de vida!), odeias tudo o que te faz lembrar o passado. Ahahahah

    ResponderEliminar
  7. "Um murro de realidade em cheio no estômago"... Ahahahah! Eu diria: no estômago e noutros lados, que aquilo é dose :)

    ResponderEliminar
  8. Bem mas isto é mesmo de gente que não tem mais nada que fazer a vida não?
    Mas que grande lol , um murro de realidade em cheio no estômago é esta sociedade de merda que só sabe criticar em vez de olharem por eles a baixo é o que é!
    Mas o que vem de baixo não me atinge. Olha que fixe , sou parecida com a franjinhas, bem fofa pois ;)
    Como queiram, passem lá a vossa infeliz vida a criticar a dos outros já que não tem uma própria.

    ResponderEliminar

Convidamos os nossos estimados leitores a exprimirem livremente as suas opiniões, nos limites porém da elegância e do decoro. Lembrem-se de que o insulto vil e raso está ao alcance de todos, mas a crítica espirituosa é prerrogativa apenas dos mais dotados de células cinzentas.

Reservamos também - e sobretudo - aos visados nestes 'posts' humorísticos (ou respetivas "personas" virtuais, pois que apenas essas são aqui objeto de sátira) o direito de resposta. Venham daí contra-farpas, que bem merecemos.

E brinquemos todos, saudavelmente, pois o riso dá longevidade, seus queridos!

Sempre vossos,
Dolce e Bichana