7 de dezembro de 2022

A REVOLUÇÃO SEXUAL DA BLOGOSFERA DEFUNTA

Sim, o Tio Dolce e a Prima Bichana sabem muito bem que a bloga morreu. Já há mais de meia dúzia de anos que viram todo o mulherio a correr daqui para fora, envoltas numa nuvem de poeira e cheias de vontade de publicar coisas maravilhoooooooosas no Insta e nessa chinesice pindérica do TikTok. Mas, quando julgavam que por aqui não havia mais que lápides tristes a glórias passadas, eis que duas grandes queridas, a Maçã de Eva e a S* (Ésse Asterisco), mostraram, do mais íntimo do seu ser, que ainda têm uma chama de vida a pulsar teimosamente nas suas carcaças terrenas... E que chama! Não tendo fotografias dessas pequenas labaredas íntimas, temos de nos contentar e olhar apenas para os rostos destas belas jovens, delicadamente inclinados para um lado e fitando a câmara de viés, arrojada mas languidamente:


A Maçã, à esquerda, é uma amorosa que fabrica sapatada variada e tem um marido. A S*, à direita, é outra amorosa que não fabrica nada e ficou sem marido. São ambas moças muito despachadas e de bem com a vida, portuguesas de pura extração, sólidas e robustas, de baixa estatura e cores térreas, tanto capilares como oculares. Ou seja, mulheres habituadas à dureza da vida e a lutar por ela. Viva! 

E porque lutar pela vida exige patrocínios, estes dois doces não se fizeram rogadas para testar um artefacto montes de giro destinado a produzir "sexual wellness". O povo tem outro nome para isto, mas agora tem que se dizer tudo em estrangeiro. Os Tios mostram, para que as nossas estimadas leitoras possam sair disparadas a comprar. São gadgets muito parecidos, benza-os deus, e se clicarem nas imagens vão ter direitinhos aos blogs respetivos das duas queridas:

Ouçamos o que diz a Maçã, rapariga tão coerente que clama: "Influencing is not my job, I'm a sharer. Não vivo disto!" (embora depois invoque nada menos que "24 influencers", dando a entender que, afinal, se toma como uma delas):

Ooooooh, porque é altruísta!... Claro, a amorosa da Maçã fez isto de graça. E porque é preciso, sem dúvida, e todos ganham, claro (se bem que não saibamos o que é que os orgasmos desta querida afetam a população mundial). E, atentem, porque gosta de sexo! A Prima Bichana também! E o Tio Dolce, então, nem se fala: apesar de ser um esteta sublimado, quanto a situação se oferece ainda presta vassalagem a Eros!

E que nos diz a adorável S*? Ela também experimentou; ela também atingiu; ela também tem sentenças a dar!...

Esta grande fofa ainda demorou uns bons minutos a perceber o encaixe, mas depois, oh, depois... foi uma questão de segundos! Este recorde cronométrico é de facto imbatível, mas será preciso que as nossas leitoras saibam onde encaixar o aparelho - isso está visto. (A Bichana, que é mulher emancipada como poucas, até se ofereceu para fazer um tutorial em vídeo aqui no blog, mas o Tio Dolce é homem conservador e achou má ideia.) Depois, é deixar prolongar até à infinitude... Céus, os Tios até ficam nervosos com tal perspetiva. Às tantas é mesmo melhor deligar, como acontece com a S*, não vá haver espasmos neurológicos persistentes depois de guardado o malandreco do wellness-não-sei-quê.

O que nós não percebemos é a "falta de literacia" de tantas leitoras do "As Minhas Pequenas Coisas". Pois não é que houve algumas que se puseram a cararejar em pânico, com medo que os maridões não as deixassem encomendar o vibrador? E, nas entrelinhas, foram atirando umas farpas à pobre da S*, que lá por estar sem macho já é considerada uma frustrada sexual: 




Felizmente, outras leitoras são mais instruídas sexualmente - e percebem, como a Bichana, que um marido vale tanto para conseguir um orgasmo como uma montanha para plantar um arrozal:




Pensava o Tio Dolce, nas suas deambulações de outrora pelos blogs tugas, que as nossas "criadoras de conteúdos" não sabiam falar de mais nada que não fosse trapos, crianços, receitas e eyeliners. Ou seja, que as galinh-, perdão, que as influenciadoras estavam presas aos estereótipos heteronormativos que relegam a mulher para o papel de procriadora/barra/cabide-de-roupa/barra/produtora-de-conforto-para-o-macho. Puro engano!... O que estas duas lindonas mostram é que descobriram que possuem um detalhe anatómico fan-tás-ti-co! E que, cheias de autodeterminação, dedicam algum do seu tempo livre à exploração desse território tão escondido como pleno de adrenalina! O Tio Dolce, embora ache que as fêmeas, bem feitas as contas, saíram a perder na lotaria cromossómica, fica tãããããããããõ contente de saber que, afinal, há uma luz - enfim, uma luzinha - no fundo do túnel para todas estas queridas! 

Sempre vossos,
Dolce e Bichana